InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Frantic Mind

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Uhysash
Divindade
Divindade
avatar

Mensagens : 226
Reputação : 0
Data de inscrição : 16/03/2015
Idade : 23

Ficha do personagem
LV: MAX
XP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
HP:
350500/350500  (350500/350500)

MensagemAssunto: Frantic Mind   21/07/15, 05:16 pm

O Som Triste de uma Lira ecoa nas ruínas a leste do Palácio divino

Frantic Mind o Bardo Celestial se encontra Depois de Muito tempo Sem Seu Belo e irônico sorriso nos lábios, em seu rosto caem modestas lagrimas enquanto canta uma musica. que não era de sua autoria, mas foi lhe entregue por um irmão de batalha, depois de ter feito a pior coisa que pudera. Uhysash havia Morrido e agora a musica que ele tinha lhe entregue fazia todo o sentido para Frantic...

Frantic

monstro
Como eu deveria me sentir?
Criaturas mentem aqui...
Olhando através das janelas

Eu era alguém, que acreditava só no bem
Lutava e buscava o certo como ninguém

Mas veja bem, a verdade é que eu sempre fracassei
Também doeu em mim no dia que eu te deixei

Por anos eu tentei, mas sei que eu falhei
Não pude cumprir tudo aquilo que jurei

E eu sei (eu sei) fui tão longe que cheguei
Ao ponto de ser a dor da pessoa que eu mais amei

Olha o que eu me tornei
O tipo de pessoa que eu nunca imaginei

O mal que estava escondido alimentei
E agora sinto que esse monstro não dominei

E quem vai entender?
Se quero pra mim morrer

Eu odeio o que virei, mas me faz sentir tão bem
Pois quando estou nas sombras sou forte como ninguém

monstro
Como eu deveria me sentir?
Criaturas mentem aqui...
Olhando através das janelas

Me vejo no espelho, mas não me reconheço,
Confesso que até de mim, as vezes eu tenho medo

Nenhum sentimento, nem arrependimento
Tudo se perdeu como folhas para o vento

Se sobrou algo de mim, no fundo, lá dentro
Luto pra encontrar mas no fim eu nunca venço

E eu tento, mas é só perda de tempo
Cada dia estou mais frio, perdido nos meus pensamentos

Não preciso de razão
Eu escolhi cair pra dar de cara no chão

No meio da multidão, percebo a solidão
Depois que você foi aqui virou escuridão

E quem vai entender?
Se quero pra mim morrer

Tanto faz, não importa mais nada e mais ninguem
Não estou me importando nem comigo também

monstro
Como eu deveria me sentir?
Criaturas mentem aqui...
Olhando através das janelas

Me sinto quebrado
Caindo em pedaços

Porque eu sei que estou fora e não consigo voltar
Toda minha insanidade eu preciso provar

Não dá, eu já deixei me dominar
Uma fera fora da jaula quem pode controlar?

Sinto que está mais forte e nem eu posso parar
Você não pode mais me ver pois tem alguem no meu lugar

Cheguei a um extremo
Posso até estar morrendo e eu já quero isso mesmo

O errado é tão certo e o certo é tão errado
O mal que me faz bem é o que me deixa alucinado

E quem vai entender?
Se quero pra mim morrer

Odeio o que virei mas me faz sentir tão bem
Pois quando estou nas sombras sou forte como ninguém

monstro
Como eu deveria me sentir?
Criaturas mentem aqui...
Olhando através das janelas

monstro
Como eu deveria me sentir?
Criaturas mentem aqui...
Olhando através das janelas

- Você realmente nunca se importou ? não é ?

- Mesmo no dia que trouxe minha alma de volta dos mortos, se era para me faze sofrer em vida, me deixasse morto maldito

- E mesmo assim eu não consigo lhe odiar seu Desgraçado, você preferiu morrer para mostrar para ele a verdade... por que ?


01 - 01 - 0001


Direitos >>
Spoiler:
 

_________________


Espadachim Das Sombras

" Divindade De Amodos "

Espero que Gostem Do Mundo Caótico
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://caotico.forumeiros.com
 
Frantic Mind
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Discussão]Crash Bandicoot tem uma grande fã-base?
» Mind Maze
» Blast from the Past: Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back (PS1)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Historias :: As Divindades-
Ir para: